Uma agência só de modelos com deficiência

A proposta é usar a moda e a fotografia como forma de inclusão. Uma agência de modelos que só trabalha com pessoas com alguma deficiência não só está inovando e buscando um nicho de mercado, como está trabalhando com valores que vão além do dinheiro: coragem, superação, igualdade na diversidade, auto-estima e – sim, sem dúvida – beleza.

Kika de Castro é, com a sua agência especializada, pioneira no Brasil. Quando trabalhava em um Centro de Reabilitação para deficientes, onde estava responsável pelo setor de fotografia, Kika de Castro percebeu o constrangimento dos pacientes perante a câmera. Foi aí que decidiu comprar acessórios de beleza, transformar o local em um estúdio de moda, e iniciar um projeto de terapia com base na imagem e nas fotos.

Em 2007 montou sua própria agência, que hoje conta com mais de 80 modelos. Veja alguns deles, bem como da Doll Parts, uma espécie de irmã nos Estados Unidos:

 
Clique e veja mais fotos:

 

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.