CRÔNICA DA ESTREIA

Estreia é sempre um momento de tensão para qualquer um, principalmente para atores de teatro. Só que nós, a família Olhos de Dentro, somos mais que atores, somos um grupo que acredita e pratica um exercício de inclusão da forma mais pura e real que possa existir, ontem na estreia da nossa peça Cidade Cheia de Graça quem ganhou o maior presente fomos nós com a participação maciça da plateia, nossos parentes, amigos e pessoas em geral. A emoção de todos, os aplausos, os cumprimentos no sinal, o grande espetáculo que se estendeu pelo saguão do teatro.

Só que também tivemos um emocionante espetáculo particular que o grande público não viu. A harmonia e a descontração que ocorreu entre nós antes da apresentação, enquanto preparávamos tudo. Durante o decorrer da peça a grande cooperação nos bastidores, na coxia. A alegria e até comemorávamos lá atrás cada cena feita pelos companheiros. Os aplausos e risos vindos lá da plateia penetravam aos nossos ouvidos como a satisfação de uma missão sendo cumprida.

Uma missão que foi preparada por meses e muitos ensaios, erros, correções, acertos, mudanças, onde cada um foi se superando em suas próprias limitações, descobrindo-se em novas possibilidades. Cada um foi compartilhando o seu universo com os outros; ao mesmo tempo observando e aprendendo como o modo de ser e de viver de cada companheiro. Nas ajudas mútuas as limitações, físicas, motoras, mentais, visuais, existenciais – sejam quais fossem elas! – naturalmente tornavam-se pequenas diante de tantas qualidades e forças humanas.

E em nossa estreia essa missão teve como objetivo um dos mais nobres que exista: Levar as pessoas aos risos e alegrias dentro do fascinante mundo cênico. Foi tudo tão lindo!

Agora nestas rápidas palavras, nós da Cia. Olhos de Dentro colocamo-nos simbolicamente em pé e de mãos dadas, novamente abaixamos as cabeças para agradecermos. E anunciamos: DOMINGO TEM MAIS!!!

Um comentário em “CRÔNICA DA ESTREIA

Deixe uma resposta