Terceira Virada Inclusiva em São Paulo – De 1 a 3 de dezembro

                                           

Entre os dias 1 e 3 de dezembro, acontece a 3ª edição da Virada Inclusiva, evento coordenado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência para celebrar o Dia Internacional da Pessoa Com Deficiência, comemorado no dia 3 de dezembro. Ao todo, mais de 80 cidades terão atividades voltadas para a cultura, lazer e esporte, distribuídos entre as ruas, praças, parques, museus e teatros de todo o estado.

Na abertura do evento, acontece a Passeata do Movimento Superação, com saída às 10h da Praça Oswaldo Cruz e destino ao MASP. Também no sábado, às 14h, a rua Oscar Freire será palco de uma apresentação especial do Walking Gallery, em que artistas com e sem deficiência desfilam carregando suas obras entre o público. O olhar inclusivo nas artes continua com atrações em espaços como o Museu de Arte Moderna (MAM), Museu Afro e Pinacoteca do Estado.

Na segunda-feira, dia 3, das 10h às 13h, sai às ruas o bloco do chamado Circuito da Barra Funda, que reúne ritmistas e bonecos gigantes que farão à pé o trajeto entre o Terminal Barra Funda e a sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, no Memorial da América Latina. Após a passeata, acontece na Secretaria oficinas de fotografia para cegos.

Um dos destaques da programação deste ano é ligação com o mundo das artes plásticas. Durante o evento, a pintora mexicana Frida Kahlo, que na infância teve poliomielite, será lembrada com a exibição de painéis com fotos e imagens inéditas de obras. A comemoração também inclui uma adaptação do musical Cats, composta por atores com deficiência intelectual, atividades paradesportivas como goal ball e vôlei sentado, passeio ciclístico, roda de choro, contadores de histórias em Libras.

O cartunista Ziraldo será homenageado com a escolha da cor Flicts – título de um de seus livros mais conhecidos – como a cor oficial desta e das futuras edições do evento. A escolha se justifica pela forte sintonia entre a obra e o espírito do evento. No livro, Flicts era uma cor discriminada porque “não tinha a força do Vermelho, não tinha a imensidão do Amarelo, nem a paz que tem o Azul” até o dia em que percebeu que era, na verdade, a cor da Lua. Nos três dias do evento, essa cor iluminará viadutos, monumentos e edifícios como o da Assembleia Legislativa, na capital.

O encerramento da Virada Inclusiva será na sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e contará com o Ballet Fernanda Bianchini, que reúne bailarinos com e sem deficiência visual, e apresentará, entre outros temas, a coreografia exibida na cerimônia das Paralimpíadas de Londres.

Fonte: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Um comentário em “Terceira Virada Inclusiva em São Paulo – De 1 a 3 de dezembro

Deixe uma resposta