“Cadeirante tem uma vida normal”, diz ator da novela “Carrossel”

João Lucas Takaki, que vai viver o Tom de “Carrossel”, com a professora Glória (Tereza Villela Xavier) Lourival Ribeiro/Divulgação SBT

“Carrossel”, do SBT, em breve discutirá, por meio do personagem Tom, o cotidiano de um cadeirante. O responsável por isso será o estreante em novelas João Lucas Takaki, nove anos.

“Poderemos mostrar que um cadeirante pode ter uma vida normal. A cadeira de rodas não passa de um acessório, que ajuda na locomoção, não é um motivo para a exclusão”, disse à coluna Takaki, que é cadeirante na vida real.

“Não somos coitadinhos. Com a novela, conseguiremos mostrar para o público que a inclusão social é fundamental e que a criança, que tem a oportunidade de conviver com as pessoas com deficiência, acaba sendo mais crítica com os locais que não são acessíveis”, afirma o garoto, que, para assegurar o papel de Tom, fez uma série de testes. Takaki conta que já sofreu discriminação. Segundo ele, uma agência de modelo não o aceitou por ser cadeirante, e outra disse que ele só poderia ser modelo fotográfico de rosto. “Ao me verem na televisão, elas devem estar arrependidas.” Estudante da quarta série, Takaki, nas horas vagas, gosta de jogar videogame e ir ao shopping e à praia.

Fonte: Folha de S. Paulo

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.